sexta-feira, 29 de junho de 2012

Será, que chegou a hora?









Quando dizer "eu te amo"? Que perguntinha danada!
A resposta mais óbvia seria quando realmente você está amando alguém. Tudo bem, pronto resolvido! 
Mas hoje em dia, essa expressão está fluindo com certa ansiedade, que não é preciso amar alguém para dizer "eu te amo".
Acontece, uma espécie de banalização da expressão ou má utilização do sentido das palavras.
Acredito que existem diversos tipos de amores. Dizer "eu te amo" perpassa por varias conotações. Amamos de tudo um pouco ou um pouco de tudo. Amamos os amigos, amigos do Facebook, cães, gatos, trabalho, família... Amamos a vida! Com seus jeitos e formas peculiares. Sentimentos singulares que cultivamos por pessoas fundamentais em nosso cotidiano.
Circunstâncias, que produzem sentidos de múltiplas sensações de bem estar. Alguns amam com toda a intensidade do ser humano. Se jogam de cachoeiras de sentimentos, inundando a vida de amores. Outros, apenas amam e, nada mais.
Sim! Podemos amar quantas vezes quisermos. Sem esquecer, que o desamor e o dissabor teimam em habitar nesses universos amorosos. 
Ah! Se você tem habilidades, pode amar, duas, três, pessoas ao mesmo tempo. Vai da tua esperteza e destreza. Até porque, quem tem três, pode ficar sem nenhuma.


Mas quando dizer "eu te amo"?
Essa expressão, forte, contundente e marcante, deve vir da alma. Temos que ter a devida convicção, que estamos com alguém mais que especial. É preciso mensurar os sonhos e objetivos mútuos, ciente que esse é o caminho a seguir. Seja racional, não ame por dois. Sabia realmente a dimensão da reciprocidade desse amor. Entenda que o amor torna-se maior, quando valorizamos e somos valorizados na mesma medida. 
Não desperdice "eu te amo" para quem não mereça ouvir. Muito menos, engane seu coração com falsos amores ou pequenos amores. Avalie minuciosamente o detalhe. Lembre-se que o amor só revigora se você amar todos os dias. Para isso, surpreenda o amor, dizendo "eu te amo" nos pequenos gestos, nas pequenas ações. Sinta a evolução desse amor em você. Viaje, sorria, acredite, confia e siga em frente.
Quando você estiver assim. Fecha os olhos, fale baixinho, "eu te amo". Pois, o amor existe, pode acreditar...

Nenhum comentário:

Postar um comentário